Menu

domingo, 4 de junho de 2017

!1

e se
eu finjo que tento

enquanto
as folhas das árvores
correm com o vento

e se
a chuva esmorece
( ou embrandece?)
a cada lágrima que aqui
desce

e
o tempo se faz lento
os olhares não são mais os mesmos
e os abraços que frisamos,
antes cálidos
agora calados

enfermos

e
como ninguém percebeu
que tu era meu
nem mesmo
eu

Nenhum comentário:

Postar um comentário