Menu

terça-feira, 27 de dezembro de 2016


e eu encarei o céu por uma hora
e eu vi
pássaros migrando
nuvens sendo cruelmente empurradas de um lado para outro naquela vasta imensidão azul
pingos solitários eventualmente encontrando o fim no chão de madeira

vi naquele misto de azul rosa cinza
que de vez em quando alguma ave se perde do bando
abandonada
deixada por conta própria
escolha?

vi que às vezes as nuvens pouco se importam se estão sendo arrastadas
elas gostam
e continuam
nem sempre decididas sobre seu caminho
mas vão

o sinal de chuva para alguns
de sombra para outros
elas não se importam

e quando o céu chora?
depende do humor
por vezes chora sobriamente
uma lágrima por vez

por outras ele desaba
sem ter a quem recorrer
ele simplesmente jorra
deságua
desidrata
e os pássaros
as nuvens
os telespectadores 
nada tem a fazer
a não ser observar
tudo aquilo descer

até que uma hora
tudo volta ao normal
os seres encontram seu bando
as nuvens continuam a serem contrariadas

 e quanto àqueles que observavam?
alguns desistem no meio do caminho
outros voltam a suas rotinas entediantes
outros continuam a observar
e alguns ainda escrevem textos sem sentido sobre a experiência


Nenhum comentário:

Postar um comentário