Menu

terça-feira, 15 de julho de 2014

m-u-d-a-n-ç-a-s


Já percebeu que mudamos constantemente nossa ideias? Em questão de segundos a coisa que você mais julgava verídica é derrubada. Algo que você pensou que era imutável e perfeito, muda, e de repente não parece mais ser o que achávamos que fosse.
Assim como nossas ideias e opiniões, nós também mudamos, e assustadoramente rápido. Rápido demais.

Lembre-se de você há um mês. Eu por exemplo, há apenas um mísero mês, estava apegada a pessoas que não são importantes para mim. Há um mês, eu achava, tinha quase certeza, de que eu não precisava de amigos, que conseguiria viver comigo, e apenas comigo, o resto da minha vida inteira. Há um mês eu achava cálculos químicos difíceis, até aprender a resolvê-los corretamente. Há um mês mil teorias sobre a criação do universo rondavam a minha cabeça. Hoje, outras mil ocupam o lugar daquelas, já ultrapassadas.

O fato é que, o ser é feito de mudanças, por menor que ela seja. O que seria de você, se fizesse tudo igual, todos os dias? Se pensasse tudo igual, todos os dias? Se convivesse com as mesmas pessoas, todos os dias?

Qual foi a sua mudança de hoje? 
Conheceu alguém? Colocou menos açúcar (ou adoçante) no café? Escutou uma música diferente? Um livro novo? Filme?
Todos os dias, pequenas mudanças, a maioria delas provavelmente despercebidas, acontecem conosco. Não importa se você nota-as, o importante é que elas estão ali, e são essas pequenas mudanças que nos moldam. Até o nosso último suspiro, somos uma constante mudança.

---
Eu juro que eu não era assim, tão reflexiva, há um mês.

Um comentário:

  1. oiii
    adorei o texto, e é super verdadeiro. Me identifiquei demais com a parte do "há apenas um mísero mês, estava apegada a pessoas que não são importantes para mim". É às vezes nos decepcionamos demais com algumas pessoas, e percebemos que no final das contas estamos melhor sem ela, porque só nos fazem mal
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir