Menu

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

A Arma Escarlate - Renata Ventura












"O Harry Potter brasileiro"

Idá -que mais tarde se torna Hugo- é mais um menino da favela, cercado pela violência e pelas drogas, quando descobre que é um bruxo e que está sendo chamado na escola de bruxaria Korkovado. Logo que isso se revela, Hugo fica louco para se tornar um bruxo e derrotar o marginal que faz de sua vida um inferno do morro Dona Marta - onde ele vive-, Caiçara.
Antes de tudo tenho que dizer que fiquei muito feliz com a ideia do livro: escolas de bruxarias no Brasil \o/
Outra coisa que eu achei fantástica, foi que não há um vilão em si como Voldemort, o vilão está no próprio personagem.
Um personagem que me deixou com muita raiva, Hugo, seu idiota.
O livro também apresenta uma crítica enorme ao governo brasileiro, a corrupção, uso de drogas, professores, e esse sistema em geral. O que foi em parte muito bom, misturar a quantidade ficção e realidade exata é um tanto quanto complicado.
Apesar de todos os pontos positivos, a história deixou a desejar. Demorei um tempo para conseguir terminar de ler, pois o livro estava sem ação alguma. Os primeiros indícios de que algo vai acontecer, aparecem lá na metade do livro!


Minhas conclusões: Um livro devagar, mas sensacional. Renata Ventura me conquistou completamente apesar dos pesares.
Nota de 0 a 5: Quatro *-*

Até mais,
Aline

Um comentário:

  1. oi Aline, tudo bem?
    Desculpa o sumiço, mas é que estou estudando para um concurso, e completamente sem tempo para viver, rs.

    Eu já tinha ouvido falar desse livro, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha. Também adorei a ideia de uma escola de bruxaria no Brasil, e gostei de saber que o livro aborda temas da realidade brasileira. Pena que a história é lenta. Ao pensar em um livro do tipo, o que queremos é muita ação, rs
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir