Menu

sexta-feira, 25 de agosto de 2017


so i guess its over

its was true
believe me
i loved you

made you promises
made you cried
you made me smile
you made me a child

dropped tears for you
wished you the best
still do

one day we will talk again
probably with some doubts in our chests
questions never made before
but honey
we were strong

nothing could break us
nothing but ourselves

call me sick
hate me
burn all of our memories
and I will still thank you
for everything
that i turned to

whatever happens tomorrow
we've had today

domingo, 20 de agosto de 2017


nós fomos difíceis
fomos intensos
complicados
nunca um fogo apagado

fomos completos no meio do caos
nos quebramos
e nos colamos de novo

formamos nós

perceber que um sentimento que deveria ser intenso
é apenas uma fagulha
não é o certo
não é justo
não é nós

não mais

eu te amei
eu te senti
eu te vivi


"eu não sou eu sem você.
espero que um dia eu possa te enviar isso,
espero que um dia nós possamos ser nós.
mas por enquanto não podemos.
 por enquanto, estamos sós."

sábado, 17 de junho de 2017

querido diário

nunca tinha experimentado antes
o pânico social
a simples vontade de não querer ver ninguém na sua frente
de não conseguir conversar
de querer que acabe

nunca tinha experimentado antes
abandonar e ser abandonada
simultaneamente

nunca tinha experimentado antes
estar completamente


nunca tinha percebido antes
o peso de uma lágrima
-várias delas
a dor que cada uma traz
a história que cada uma conta

nunca tinha percebido antes
que aos 17 anos eu estou completamente perdida
todo dia tudo muda
nada é constante
exponencialmente caótico

nunca tinha percebido antes
que eu não me importo comigo
e essas realizações malucas
só vêm
quando eu deixo pra trás
alguém

quarta-feira, 14 de junho de 2017

amigos que foram embora


eu não consigo dizer adeus
não consigo cortar laços com quem eu me apego
e eu me apego fácil demais
eu não consigo ver amigos antigos fazendo encontros que todos planejávamos
mas sem mim

é egoísta, eu sei
mas dói

dói porque um dia você confiou sua vida naquelas vidas
um dia você chorou suas lágrimas naqueles ombros
um dia você sonhou com aquelas almas

e tudo acaba
 num sopro
e tudo se substitui
 num toque

e todas as prioridades se reformulam
e tudo se vai
   embora

se tornar uma lembrança para quem já foi tão vívido
é
torturante
é sentir queimar o coração
é sentir se desabando
é sentir perder sua essência


perder uma amizade
é perder uma parte de si

é perder a confiança no mundo
        é desestruturar-se num segundo

mas em um universo paralelo,
eu espero,

todos são felizes
contentes
e sorridentes
compartilhando memes
e vivendo o presente



||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||2017-2017||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

sexta-feira, 9 de junho de 2017

condenados pela probabilidade

e eu quero
que você me console
me conforte
quero que suspire por entre as nuvens
um sopro de alívio

talvez em delírio, por pouco
não confio


eu quero que

tente me prender a essas memórias
a esses
tormentos
-malditos,
      e por vezes violentos


quero que
me beije
me segure
me agarre
e tire meu ar
até eu não aguentar
até você se esgotar

eu quero fogo
eu quero paixão
eu quero sentir
aquele
 <m>seu

coração


eu quero evitar o inevitável
eu quero adiar o amanhã
que eu sei que vai chegar
e eu não vou
querer me explicar


"vamos tentar mais uma vez" você digita
eu largo o celular
e contraio minhas mãos na minha cabeça
desesperadamente
eu não aguento mais
eu não quero mais
lágrimas correm enfurecidas
sem rumo

perdidas


"e então vamos tentar mais uma vez"
é a resposta que sai de mim
é o melhor que consigo fazer

mas
você não sabia?
estamos destinados ao caos
que merda de entropia

por ora
encaixe suas mãos nas minhas
devagar
até o
irremediável
chegar